14 setembro, 2014

Programa “Hora do Faro” vai contar a história de Bianca Toledo

Na programa “Hora do Faro” do próximo domingo (14), você vai conhecer a história de Bianca Toledo.

Hoje, com 35 anos, ela é dona de uma história de vida incomum, considerada por muitos como prova viva de que coisas impossíveis podem acontecer.

Ela teve infecção generalizada, falência múltipla dos órgãos, ficou em coma por 52 dias e fez mais de 300 transfusões de sangue. E, hoje, está recuperada!

Foto: divulgação
Foto: divulgação

Bianca participará do quadro Preciso Dizer que Te Amo para homenagear a pessoa que sempre esteve ao seu lado, sua mãe. Assista neste domingo (14) o programa Hora do Faro e assista ao testemunho de Bianca Toledo.

Dilma Rousseff promove “tuitaço” contra Silas Malafaia

Pastor acabou sendo assunto do dia, mas de forma negativa
Acostumado a usar as redes sociais para divulgar suas ideias e fazer críticas ao governo, o pastor Silas Malafaia, tentou promover um “tuitaço” hoje (12) ao meio-dia.
O líder da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo, queria que seus seguidores no microblog e cristãos em geral se manifestassem contra o “ativismo gay”, defendido pela presidente Dilma Rousseff. Um dos argumentos principais são as iniciativas que desejam substituir nas escolas as comemorações do “dia das mães” e “dia dos pais”, por um “dia da família” genérico.
Prevendo que teriam problemas, a militância petista convocou o que chamou de “contra-tuitaço” e lançou a hashtag #MenosOdioMalafaia. Como Malafaia não usou uma hashtag, tática comum para destacar algum assunto nas redes sociais, acabou perdendo espaço.
menosodiomalafaia Dilma Rousseff promove tuitaço contra Silas Malafaia
A hashtag petista acabou ficando em primeiro nos “assuntos do dia”, sendo uma das mais utilizadas no país durante boa parte da tarde. Com quase 800 mil seguidores, Malafaia tentou então revidar usando a hashtag #roubalheiraePTtudoaver, mas não teve tanto sucesso.

Pastor é agredido por causa de assento de ônibus e perde o olho

Ele havia comprado duas passagens para viajar de Goiânia à Taguatinga, mas a poltrona estava ocupada pelo agressor
Pastor é agredido por causa de assento de ônibus e perde o olhoPastor é agredido por causa de assento de ônibus
Um pastor foi golpeado com uma faca dentro de um ônibus no último domingo (7) por conta de um assento. Alessandro Veloso Pires, 40 anos, estava acompanhado de seus dois filhos, um de 5 e outro de 12, na Rodoviária de Taguatinga (DF) quando foi atingido pelo criminoso que fugiu.
Segundo o filho mais velho do pastor, que é militar e se apresentou no desfile do Exército pelo Dia da Independência, seu pai havia reservado os assentos 38 e 40, mas o acento estava ocupado pelo agressor que se negou a se levantar.
“Meu pai falou que o cara podia ficar lá, que tinha outras poltronas vazias. Simplesmente isso, não teve diálogo, discussão, não teve nada”, relatou Patrick Lucas Pires.
Alessandro e seus dois filhos saíram de Goiânia, onde moram, com destino a Taguatinga só para acompanhar o desfile do dia 7 de Setembro. Mas assim que o ônibus parou na rodoviária, o homem tirou a faca e feriu o pastor na cabeça por várias vezes.
“Ele deu vários golpes na cabeça do meu pai. Meu irmão de 12 anos, quando viu a cena, começou a gritar: ‘para, não faz isso não, ele é meu pai’. Depois o cara fugiu”, explicou o militar.
Os ferimentos fizeram com que o pastor perdesse massa encefálica e uma visão. Ele está internado em estado grave e corre risco de morte. Com informações G1.

Produtor nega estupro de cantora gospel; jovem diz que “foi à força”

Em 2012 a jovem apresentou duas queixas de abuso sexual em cidades diferentes, os casos serão retomados
produtor musical acusado de dopar e estuprar a cantora gospel Geslyane Piassa prestou depoimento e disse que manteve relações sexuais com a jovem de 16 anos, mas que foi consensual.
O homem, que não teve o nome revelado pela Polícia Civil de Goiânia (GO) é casado e tem filhos, em entrevista ao programa Cidade Alerta, da Rede Record, Geslyane afirmou que ele sempre se mostrou interessado nela, mas que ela não aceitava as investidas.
“Ele [o produtor] sempre me achou interessante e disse para mim várias vezes, mas eu negava porque sei que ele é casado e tem filho”.
No relato à TV a jovem contou que saiu de casa para encontrá-lo na produtora e que foi enganada pelo produtor que ficou de levá-la para casa. “Eu fui até a produtora e depois ele disse que ia me levar em casa. No caminho, mudou a rota e me levou para o motel. Eu fiquei nervosa e ele me deu uma água. Foi quando eu comecei a ficar tonta. Daí só lembro de ter acordado machucada e com o cabelo cortado”.
A Polícia afirma que as versões apresentadas por Geslyane não são coerentes, além de acusar o produtor a jovem acusa também um amigo desse homem e usuários de droga que a teriam violentado sexualmente, além de lhe agredirem e cortarem seus cabelos.
“A minha filha perdeu as contas de quantas pessoas a estupraram. Aquele produtor que a gente confiou, que era evangélico, seduziu minha filha por mensagem e ligações”, diz Eliane Licatta, mãe da jovem cantora.

Jovem se diz vítima de abuso em outros 2 casos

Essa não é a primeira vez que Geslyane passa por um caso como este, em 2012 quando morava em Xavantina, no Mato Grosso, ela também alegou que foi abusada sexualmente. Antes de deixar a cidade a família abandonou o caso que não chegou a ser concluído.
No mesmo ano a família abriu outro processo de abuso, mas na cidade de Iporá, no sul do estado de Goiás. Eles acusavam um homem de tentar aliciar a menor. A polícia vai retomar essas investigações para tentar confirmar os fatos. Com informações R7.

12 setembro, 2014

OFENDIDOS PELO EVANGELHO

Por Ericon Fábio

Desde então muitos dos seus discípulos tornaram para trás, e já não andavam com ele.(João 6:66)

Geralmente os pregadores costumam julgar o resultado de sua pregação pelo contentamento nos rostos dos irmãos e elogio dos visitantes após sua ministração. A aprovação dos ouvintes é sinal que tudo foi bem. Certo? Errado. A Bíblia nos mostra o contrário.

O Maior dos pregadores, Jesus, experimentou o dessabor de ser abandonado por muitos de seus seguidores após ter proferido duras palavras em Cafarnaum, a tal ponto de escandalizar seus discípulos mais próximos que diziam: “Duro é este discurso; quem o pode ouvir?” (Jo 6:60). A adesão e aprovação inicial do povo ao ministério do Senhor Jesus transformou-se em rejeição e abandono após um único sermão. Muitos o abandonaram e o curioso é que apesar da reação negativa do público, Jesus não mudou o tema dos sermões subsequentes para atrair de volta aos ofendidos.

A ofensa da Palavra de Deus foi o motivo por que muitos dos profetas bíblicos foram perseguidos e mortos (At 7:52).  Homens que não se importaram em falar daquilo que o povo queria ouvir, mas, fielmente proclamaram uma mensagem dura e confrontante. O diácono Estevão, por exemplo, enfrentou a fúria de judeus que se opuseram veementemente à sua pregação. Eles taparam os ouvidos por não suportarem a verdade do Evangelho e como resultado Estevão foi martirizado (At 7:54-58). Os arautos de Deus não receberam aplausos, mas, em maior das vezes, resignação, oposição e perseguição. Mesmo assim podemos afirmar que o ministério deles foi frutuoso, pois gerou insatisfação no coração dos ouvintes.

Fazer do agrado popular termômetro para medir resultado dos sermões não é um critério confiável, muitas vezes o satisfação geral revela apenas que a consciência do ouvinte em nada foi incomodada; John Preston, ministro puritano do século dezessete, ressaltou que “não há um sermão que, sendo ouvido, não nos ponha mais perto do céu ou do inferno”. Portanto, seja qual for o resultado da pregação ela irá gerar grande insatisfação nos receptores, seja com o Deus Justo e Bom, seja com sua própria natureza carnal. Ante a pregação o pecador será movido por grande desagrado, que salvará ou condenará sua alma eternamente.


É preciso entender que só através da santa ofensa da pregação os ofensores (Cl 1:21) poderão ter consciência do quanto tem ofendido o Deus Justo, Santo e Bom, e assim, terão oportunidade de se desviarem do caminho da perdição. Se as pessoas sentem-se ofendidas por sua pregação este é sinal que tudo está indo bem. Continue fiel às Escrituras.

***

Ericon Fábio é missionário da Igreja Presbiteriana do Brasil na Cidade de Fagundes - Paraíba, e é colunista do UMPdaQuarta

Púlpito Cristão

Marina cita a Bíblia ao pedir investigações sobre a corrupção na Petrobras

A ex-senadora não quis acusar Dilma Rousseff diretamente pelo esquema, mas culpou o governo do PT
A candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, foi questionada por jornalistas sobre as denúncias de corrupção na Petrobras e ela respondeu criticando o PT, mas poupando Dilma Rousseff da responsabilidade direta sobre os pagamentos de propinas.
Parafraseando a Bíblia, a ex-senadora afirmou que “conhecereis a verdade e ela te libertará” apoiando a investigação para apontar os participantes do esquema. A lista dada pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa aponta que até mesmo Eduardo Campos, quando governador de Pernambuco, participou do esquema.
Marina disse que as investigações devem ser feitas a todo rigor, “doa a quem doer” lembrando que a Polícia Federal consegue realizar o trabalho da mesma forma que conseguiu desbaratar quadrilhas na Amazônia quando ela era ministra do Meio Ambiente, conseguindo assim reduzir o desmatamento da região.
Para a candidata a corrupção na estatal é culpa do “atual governo” que é “conivente” com os supostos desmandos da Petrobras. “A presidente tem responsabilidade política. Eu não seria leviana de levar o caso pessoalmente”.
Segundo Costa participaram do esquema de corrupção um ministro, três governadores (incluindo Campos morto em um acidente aéreo no começo de agosto), seis senadores e pelo menos 25 deputados federais que teriam sido beneficiados com pagamentos de propinas vindos de contratos com fornecedores da Petrobras.

Obama anuncia planos para “destruir” Estado Islâmico

O presidente americano afirmou que o EI 'não é Estado' e 'não é islâmico'
Os Estados Unidos anunciaram um plano em conjunto com forças aliadas para destruir o Estado Islâmico. Em um anúncio oficial, o presidente Barack Obama garantiu que não enviará soldados para este combate.
“Quero que os americanos entendam que esse esforço será diferente das guerras no Iraque e no Afeganistão. Ele não envolverá tropas dos Estados Unidos combatendo em solo estrangeiro”, disse ele nesta quarta-feira (10).
Obama garantiu que o objetivo é “eliminar o EI onde quer que ele exista” através do poder aéreo e do apoio das forças aliadas que agirão no solo. “Essa estratégia para erradicar terroristas que nos ameaçam, apoiando parceiros nas linhas de frente, é a mesma que temos aplicado com sucesso no Iêmen e na Somália há anos”, explicou o presidente.
Em sua fala o presidente americano disse que o EI não é Estado e nem islâmico. “EI não é ‘islâmico’. Nenhuma religião tolera a matança de inocentes, e a grande maioria das vítimas do EI tem sido de muçulmanos. E o EI certamente não é um Estado.”
Para ele se trata de uma organização terrorista que não é reconhecido nem pelo Iraque, nem pela Síria, e que não possui outra visão além do massacre dos povos que cruzam seu caminho.
O plano anunciado para acabar com o grupo tem quatro pontos: apoiar militarmente o novo governo iraquiano sem enviar soldados, aumentar o apoio aos rebeldes de oposição ao governo da Síria, angariar apoio e recursos da comunidade internacional e oferecer ajuda humanitária aos muçulmanos sunitas, xiitas, cristãos e minorias religiosas.
“Nosso objetivo é claro: vamos degradar e, em última instância, destruir o EI através de uma estratégia abrangente e sustentável de contraterrorismo”, disse Obama.
Mesmo afirmando que não enviará soldados americanos para lutar em solo, os Estados Unidos enviarão 475 militares para “dar apoio longe do combate do solo”. Mas enquanto no Iraque os soldados americanos lutarão em favor do governo, na Síria eles ajudarão a oposição. Com informações G1.

“Igreja católica não tem curral eleitoral”, diz CNBB

A instituição irá promover um debate entre os candidatos à Presidência na próxima semana
A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) vai organizar no próximo dia 16 de setembro um debate entre os candidatos à Presidência da República. Mas apesar do evento, a Igreja Católica nega que irá orientar o voto dos seus eleitores como fazem alguns líderes evangélicos.
“Não tem curral eleitoral”, disse o secretário-geral da CNBB Dom Leonardo Steiner. “Toda orientação é dada para que os padres não falem dentro das igrejas sobre candidatos.”
D. Steiner disse em entrevista ao jornal Estado de Minas que é contra os políticos que se aproximam dos templos apenas durante as eleições e manda um recado: “Igreja não é palanque”.
Apesar dessa opinião, o secretário-geral da CNBB entende que o cristão é cidadão e deve ser ativo na sociedade. “Não existe Estado sem cidadão, porque as instituições só existem enquanto existem pessoas. A grande maioria dos brasileiros são pessoas de fé. A religião tem função muito importante, na questão dos critérios, dos valores essenciais, das relações mútuas. A religião tem elementos que podem ajudar a construir a sociedade e por isso também a política.”
A favor do Estado laico, D. Steiner tem a posição de que a fé interfere na forma como as pessoas fazem política e na sua opinião se os políticos tivessem mais fé, teríamos menos corrupção no país. “A pessoa que não tem fé expressa de maneira diferente a sua política.”
Durante esta campanha eleitoral a CNBB está dialogando com os três principais candidatos, um contato importante pois a Conferência dos Bispos representa instituições que ajudam a construir a sociedade.
Questionado sobre os temas como legalização de drogas, aborto e casamento civil gay, que têm sido abordados nos debates, o representante de Igreja Católica afirmou que tais temas são importantes para que o cidadão entenda como pensa os candidatos, mas faz uma observação: “nós não podemos avaliá-lo por uma proposta só, temos de avaliar pelas diversas propostas”.

Deputados evangélicos aparecem na lista dos mais atuantes no Congresso

A lista é uma avaliação do site Atlas Político que mede cinco dimensões com notas de 0 a 1
Entre os 20 deputados federais mais atuantes no Congresso Nacional, três são evangélicos. O ranking com todos os nomes de parlamentares foi montado pelo site Atlas Político que avaliou cinco dimensões dando pontos de 0 a 1 para cada uma delas, o parlamentar com pontos mais próximos do 5 aparecem nas primeiras posições.
As dimensões analisadas foram: Representatividade, Campanha Responsável, Ativismo Legislativo, Debate Parlamentar, e Fidelidade Partidária, que juntas formam o que o site chama de 5D. O conteúdo das propostas e se são candidatos da esquerda ou direita não foram avaliados, apenas a participação ativa de cada um dos deputados.
Entre os evangélicos, o primeiro a aparecer é o deputado Roberto de Lucena (PV-SP) que ocupa o quinto lugar do ranking 5D com 3.97 pontos. Lucena é pastor da Igreja O Brasil Para Cristo de Arujá, Grande São Paulo, e está em seu primeiro mandado.
Já o deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) está em 15º lugar com 3.54 pontos. Candidato ao Governo do Rio de Janeiro, como deputado ganhou nota máxima (1) na dimensão de “Debate Parlamentar” e também pela “Representatividade”.
O Pastor Marco Feliciano está em 17º lugar com 3.52 pontos tendo como nota máxima 0.92 em relação a “Fidelidade Partidária”. Eleito com mais de 213 mil votos, Feliciano ganhou destaque na imprensa ao assumir a Comissão de Direitos Humanos e Minorias em 2013, cargo que exerceu após ser indicado pelo partido e eleito pelos participantes da Comissão. Veja a lista completa dos deputados aqui.

11 setembro, 2014

Canzion lança trilha sonora do filme “Deus não está morto”

Fazem parte deste trabalho canções de artistas como Newsboys, Superchick, Jimmy Needham, Stellar Kart e outros
A Canzion Brasil está lançando o CD com a trilha sonora do filme “Deus Não Está Morto”, um grande sucesso de bilheterias nos Estados Unidos que está sendo exibido em nosso país pela Graça Filmes em diversas salas de cinema.
Faz parte da trilha sonora canções de artistas como Newsboys, Superchick, Jimmy Needham, Stellar Kart, Tricia, JJ Weeks Band, Manic Drive e trechos da música instrumental composta por Will Musser.
Um dos destaques deste trabalho é a canção homônima ao filme da banda Newsboys, que fala em seu refrão que Deus não está morto, mas vive. A letra clama por esperança e fala sobre trazer vida aos mortos.
Outro destaque do disco é a faixa de abertura que é a música “Hold You Up” do ator e cantor Shane Harper que atua como personagem principal do filme, no caso o estudante universitário Josh Wheaton. Harper é conhecido por participar do elenco de “Good Luck Charlie” e “High School Music 2”.
O filme “Deus Não Está Morto” conta a história de um estudante universitário que é desafiado por seu professor de filosofia a provar a existência de Deus.

Cristãos pegam em armas para se defender do Estado Islâmico

Esquadrões de defesa cristãos do Líbano estão preparados para revide
Cristãos no Líbano estão formando grupos armados para se protegerem das ameaças do Estado islâmico. Após tomar partes do Iraque e da Síria, a organização terrorista já fez ações no país vizinho. Soldados libaneses foram sequestrados e decapitados, além do surgimento de ameaças pichadas em locais de culto.
O jornal libanês Daily Star informou que as mensagens ameaçadoras foram pintadas com spray na semana passada em duas igrejas de Trípoli (segunda maior cidade do país) . Elas diziam: “Viremos para matar vocês, adoradores da cruz”, e “O Estado islâmico quebrará a cruz”. Há notícias de cruzes sendo queimadas na região e igrejas sendo vandalizadas. Cresce o medo entre os cristãos, que são minoria, cerca de 35% da população.
A Associated Press relatou que os cristãos nas cidades fronteiriças de Qaa e Ras Baalbek têm organizado “esquadrões de defesa” para proteger-se do Estado Islâmico e outros grupos extremistas que lutam na Síria. Eles afirmam que estão prontos para resistir e não permitir que ocorram em seu território os sequestros, crucificações e decapitações que ocorreram em outros países.
“Nós todos sabemos que se eles vierem, cortarão nossas gargantas”, disse um morador empunhando sua arma. O líder Suleiman Semaan afirma: “Não queremos atacar ninguém, mas não queremos que ninguém nos ataque”.
O influente político cristão Samir Geagea fez um apelo que os cristãos não peguem em armas. Embora classifique o Estado Islâmico de “tumor canceroso”, lembrou que entre 1975 e 1990 o Líbano foi terrivelmente afetado pela guerra civil entre cristãos e muçulmanos.
Os militantes jihadistas do EI fizeram incursões em território libanês no mês passado, mas não conseguiram entrar no país. Sequestraram soldados, que acabaram mortos. O governo já afirmou que está preparado para revidar, caso hajam novos ataques, mas é difícil controlar os muçulmanos libaneses simpatizantes do EI. Uma coalizão de igrejas cristãs do Líbano fez um apelo às autoridades religiosas muçulmanas para que proíba ataques contra os cristãos e outras minorias no país. Ainda não receberam uma resposta oficial. Com informações Yahoo

Design Inteligente desembarca no Brasil e desafia evolucionismo

Design Inteligente desembarca no Brasil e desafia evolucionismo
A Teoria do Design Inteligente (TDI), que defende uma causa inteligente como a criadora de toda matéria e vida, chegou de vez ao Brasil e já cria seus alicerces em terras tupiniquins por meio do 1° Congresso Brasileiro de Design Inteligente. O evento, irá acontecer no hotel The Royal Palm Plaza, em Campinas, São Paulo, nos dias 14, 15 e 16 de novembro é organizado pelo professor Marcos Eberlin, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), e membro das Academias Paulista e Brasileira de Ciências, e pretende debater  a química em nível molecular e a cosmologia em suas diversas nuances. O encontro promete ser um marco na discussão científica em torno da origem do Universo e da Vida.
“Como cientistas, pagos com recursos públicos não temos a opção, mas a obrigação de, deixando nossas preferências em casa, avaliar as duas causas possíveis e contar à população a verdade dos dados. Esses dados apontam como nunca antes, para a maior descoberta científica de todos os tempos em ciência, a de que fomos planejados. A TDI se propõe então a fazer ciência plena e sem pré-conceitos, de como o Universo e a Vida são, e como deveriam ter sido formados”, defende Eberlin.
A TDI estuda e analisa recentes dados científicos sobre os eventos que deram origem ao Universo e aos seres vivos, inferindo que os padrões de inteligência revelados através da complexidade irredutível dos seres vivos conduzem às evidências de uma inteligência organizadora. Em seu arcabouço teórico, a TDI reúne metodologia e conhecimentos interdisciplinares de estudos dos seres vivos em nível molecular, e através de inferências baseadas em fatos observáveis, propõe uma reinterpretação da origem da vida.
Com isso, uma das principais conclusões é de que não existem processos naturais não guiados conhecidos que poderiam ter formado os intrincados sistemas que compõe a vida. “Nem a informação semântica e aperídica que governa a vida, como sugere a evolução darwiniana. A ciência só conhece uma causa para tal complexidade e informação: mentes inteligentes. Assim, há evidências claras hoje em Ciência contra a ação de processos naturais e em favor do Design Inteligente”, explica o acadêmico.

Polêmicas

A TDI ao longo de sua existência enfrentou diversas polêmicas, principalmente por causa da comunidade acadêmica ateísta que compartilha da visão naturalista de que a vida e o universo foram gerados por processos naturais não guiados e são refratários a idéias contrárias.
A própria menção ao evento foi retirado da agenda do Portal da Unicamp, após manifestações na página da rede social Facebook da universidade. Alguns alunos chegaram a classificar a divulgação do evento pela universidade como algo “vergonhoso”.
“É lamentável que a ciência não seja, como deveria, o fórum da livre discussão de teses, sem preconceitos, sem compromissos predefinidos. Pena que não procure, como deveria, o pleno conhecimento sobre o Universo e a vida. Que a ciência, na visão de muitos de seus líderes, seja declarada e protegida como território exclusivo de religião naturalista, onde não se admite questionamento da fé absoluta – e muitas vezes irracional – do poder absoluto das leis naturais. Mas, felizmente, embora se tente sufocá-las, vozes têm se levantado, cada vez mais fortes, com autoridade, e com mais e mais freqüência, para mudar esse estado de coisas, para reestabelecer a correta interpretação dos fatos científicos sobre a vida e o Universo”, comentou Eberlin.

Origens

A TDI moderna surgiu nos EUA na década de 1980 e desde então tem ganhado adeptos em todo o mundo, possuindo hoje inúmeros acadêmicos, cientistas, profissionais e  estudiosos que compactuam com sua visão teórica. Em seus quadros reúne prestigiados cientistas de todas as áreas, como química, bioquímica, biologia, física, estudiosos de filosofia, ética, teologia, ciências sociais, arqueologia.
Mais informações e inscrições para o congresso podem ser feitas pelo website oficial do congressowww.designinteligentebrasil.com.br, no link inscrições