20 outubro, 2014

A ORAÇÃO NA MADRUGADA É MAIS EFICAZ POR QUE A FILA É MENOR?

Por Leonardo Dâmaso

No cenário evangélico pentecostal e neopentecostal existe uma crença muito “popular” de que a oração na madrugada é “mais forte” do que a oração feita em outros períodos do dia. Muitos cristãos afirmam categoricamente que na madrugada a “fila é menor” para se falar com Deus, uma vez que são poucos os que mantêm certo hábito de orar neste período que se dá entre a meia noite e o amanhecer. Em vista disso, pela “fila ser menor” na madrugada, Deus responde as orações de forma mais rápida nas mais variadas bênçãos pedidas. A razão de Deus abençoar mais rápido àqueles que mantêm este hábito ou disciplina de oração, dizem os pastores e cristãos pentecostais e neopentecostais, é porque está declarado em Provérbios 8.17 que “Deus” ama os que o amam, e os que de madrugada o buscam o acharão. (ARC) 
    
Quanto ao horário específico para as orações na madrugada variam. Muitos cristãos gostam de orar às 3:00 horas. Entretanto, a maioria crê que um dos melhores horários para se orar é a partir da meia noite. Para ratificar esta ideia [de que a oração na madrugada é “poderosa”], os cristãos recorrem também a outro texto da Escritura, dessa vez descrito no Livro de Atos 16.25-26. É relatado que Paulo e Silas, por pregarem o Evangelho na cidade de Filipos (At 16.11-24) foram presos. No cárcere, por volta da meia noite, é dito que Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam. De repente, sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias de todos. (ARA) Portanto, o texto de Provérbios 8.17, juntamente com Atos 16.25-26 é a “base” de que oração na madrugada é eficaz, pois desemboca em bênçãos extraordinárias e instantâneas, como foi no caso de Paulo e Silas.    
  
Não obstante, o meu intuito neste artigo não é declarar através de argumentos hermenêuticos e teológicos que a oração no período da madrugada independente do horário específico seja errada ou, tampouco, pecado. Claro que não! Pelo contrário, como cristãos, devemos estar orando diariamente, constante. A comunhão com Deus que decorre de uma vida de oração é fundamental e necessária em todos os horários do dia! Portanto, quero enfatizar neste artigo (1) a interpretação correta dos textos supracitados em contraste com a interpretação equivocada feita por muitos pastores e cristãos sinceros, por sinal; e (2) destronar o misticismo da crença popular evangélica pentecostal e neopentecostal de que a oração ou a madrugada possui algum tipo de poder ou fluir especial do qual emana as bênçãos divinas instantâneas.

Explanação

Será, então, que Provérbios 8.17 e Atos 16.25-26 corroboram a oração na madrugada e o horário da meia noite como algo “mágico” e “poderoso” como afirmam muitos pastores e cristãos? Vejamos:

Análise de texto

Provérbios 8.17 – Eu amo os que me amam, e os que de madrugada me buscam o acharão... (ARC)  

A sabedoria é um dos principais temas no livro de Provérbios. Do capítulo 1.8 até 9.18, vemos um esboço compilado de conselhos breves e diretos que expressam a sabedoria divina e eterna. O objetivo destes conselhos divinos, todavia, é levar o leitor a refletir em como aplicá-los nas diversas situações da vida obedecendo-os.

Nos capítulos 8 e 9 a sabedoria é atribuída aos homens. No capítulo 8 “ela está disponível para os mais simples (8.2, 5), mas também é profunda: se o próprio Deus não fez nada sem sabedoria (8.22-31), quem somos nós para tentar orientar as nossas próprias vidas sem ela?”1 Personificada como uma mulher no capítulo 8, a sabedoria, agora, no capítulo 9, “é contrastada com a mulher louca. Elas têm métodos similares, pelo fato de que ambas se assentam nos lugares mais conspícuos da cidade (8.2-3; 9.3, 14) e convidam os simples (8.6; 9.5, 16). A sabedoria oferece recompensas que são mais valiosas do que qualquer tipo de riqueza (8.10-11, 18-19), ao passo que a mulher louca recomenda a doçura das “águas roubas” e a suavidade do pão comido às ocultas (vs.17). As consequências conectadas com estas escolhas são completamente opostas. Os convidados da Sabedoria recebem muitas bênçãos (8.34-35), mas os que se voltam para a loucura perecem e estão nas profundezas do inferno (vs.18).”2  

Via de regra, o capítulo 8 descreve a excelência da sabedoria. O trecho que vai dos versículos 14-21 realça não os beneficiados (vs.14-17) e as bênçãos (18-21) de buscar a sabedoria, mas, contudo, a própria sabedoria. Os pronomes pessoais – eu e me, e o pronome possessivo meu, são enfáticos e se referem à sabedoria. Entretanto, o seu amor é experimentado pelas bênçãos de quem a recebe (vs.18-21). Quanto às bênçãos da sabedoria, certamente elas são de caráter material (3.16; 22.4) e espiritual, embora o aspecto espiritual predomine. Acerca do caráter espiritual das bênçãos da sabedoria, Derek Kidner ressalta que

Se os homens em posição de autoridade (vs.15-16) precisam de sabedoria, é visando a justiça, e não as vantagens. Se ela confere riquezas (vs.18), estas se vinculam com a honra e a justiça (embora justiça possa ter seu significado secundário, “prosperidade” no versículo 18, forçosamente tem seu sentido primário e moral no versículo 20). O versículo 19 deixa a questão fora da dúvida, e vai ainda além dos versículos 10-11. A sabedoria não somente é excelente do que o ouro, assim como a fonte toma procedência sobre o produto; o próprio produto (fruto) da sabedoria é melhor do que o ouro.3

Diante disso, a expressão eu amo os que me amam descreve simplesmente o amor que a sabedoria possui por aqueles que a amam, buscam e desfrutam de suas bênçãos. Provérbios 8.17 não faz menção alguma da oração na madrugada e, tampouco, apoia a crença mística de que, na madrugada, a fila para a oração é menor e que ela possui um poder maior e mágico em relação à oração feita no dia e que Deus a responde de modo rápido. Por outro lado, a sabedoria tem a ver com a graça de Deus, ou seja, é o próprio Jesus, o qual se declarou como a encarnação da sabedoria divina (Mt 11.19; Lc 11.49-51; Jo 6.35; 1Cor 1.24-25; Pv 2.4-5; 3.13-15). Um das melhores traduções para Provérbios 8.17, contudo, seria – Eu amo os que me amam; os que me procuram me acharão (ARA), excluindo, assim, o substantivo feminino madrugada. As outras traduções similares também são a da Almeida Século 21, da NVI e da BJC. 

Análise de texto

Atos 16.25-26 – Por volta da meia noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam. De repente, sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias de todos. (ARA)

Paulo e Silas foram para a cidade de Filipos evangelizá-la, permanecendo lá por alguns dias (16.11-12). Através da pregação de Paulo e de seus auxiliares e companheiros de viagem – Silas, Timóteo e Lucas, uma mulher, vendedora de púrpura, chamada Lídia foi convertida pelo Senhor (16.14-15). O evangelismo ocorreu por toda a cidade. Por conseguinte, quando estavam indo orar em certo local, Paulo e seus companheiros se depararam com uma jovem possessa de um espírito de adivinhação que os seguiam já por alguns dias importunando-os com gritos (16.17). Simon Kistemaker afirma que é provável que os gritos da moça fizeram com que muita gente se reunisse e ouvisse Paulo e seus amigos. Todos podiam ouvir a mensagem de salvação. Mas os contínuos gritos da moça passaram a ser um estorvo para o apóstolo na pregação do evangelho, e o transtorno o perturbou de maneira tal que ele teve de intervir e se dirigir ao demônio que habitava a moça.4 Desse modo, Paulo exorciza a jovem e ela fica liberta da atuação demoníaca em sua vida (16.16-18). 

No entanto, aquela jovem, antes de ser liberta das garras de satanás, era explorada e trabalhava como adivinha para pessoas que lucravam com o misticismo que predominava em Éfeso (16.16). Sendo assim, quando Paulo exorcizou o espírito que dominava aquela jovem pitonisa, exorcizou também a fonte de renda daqueles que a exploravam,5 e presumimos que ela recebeu o dom da salvação e se tornou membro da igreja filipense.6

Em vista disso, sendo levados às autoridades da cidade de Filipos pelas pessoas que exploravam a jovem, Paulo e Silas foram presos (16.24). Então, perto da meia noite, enquanto oravam e louvavam a Deus, ocorre um terremoto e a prisão em que estavam é destruída. Deus intervém poderosamente neste evento singular na história para um duplo propósito: libertar Paulo e Silas da prisão e converter o carcereiro e sua família (16.27-35). 

Assim como em Provérbios 8.17, Atos 16.25-26 também não sustenta o misticismo de que a oração à meia noite ou perto dela desemboca em bênçãos instantâneas e extraordinárias. O texto não ensina que a oração ou o horário próximo à meia noite é um tipo de receita mágica para que ocorram os “terremotos da libertação onde as cadeias da nossa vida ruem”, conforme pressupõe os pentecostais e neopentecostais em sua maioria, claro, com algumas exceções. O propósito da intervenção sobrenatural de Deus através deste um terremoto foi (1) Libertar Paulo e Silas para que estes pudessem evangelizar as regiões ainda não evangelizadas (veja At 16.6-12) e (2) que através desta intervenção miraculosa de Deus o carcereiro, espantado, e sua família, pudessem ouvir o evangelho através de Paulo cressem e fossem salvos, o que, de fato, ocorreu (At 16.27-34). Contudo, não estou dizendo também que Deus não possa intervir soberanamente de forma imediata na vida de um cristão que ora de forma sincera na madrugada à meia noite. Deus pode, sim, contato se for de sua vontade (1Jo 5.14-15), abençoar um cristão em 24 ou 48 horas após uma oração feita na madrugada, por exemplo. Porém, isso não é uma regra normativa de Deus onde ele sempre abençoa os que oram na madrugada ou por volta da meia noite.

Conclusão

Não há em toda a Escritura um horário específico de oração que Deus tenha determinado ser “especial” onde ele responde com bênçãos extraordinárias e instantâneas, e que a fila para a oração seja menor na madrugada. Antes, vemos que Deus nos orientou em sua palavra que devamos praticar a oração de forma constante, sem cessar como uma disciplina devocional em nossa vida (1Ts 5.17). Isso, portanto, pode e deve ser feito em qualquer horário. O poder não está na oração e, tampouco no horário em que são feitas, mas no Deus que ouve e responde as orações em bênçãos espirituais e, também, materiais. A oração é um meio de graça que Deus nos proporcionou para nos mantermos em comunhão profunda com Ele. O cristão que não vive em oração não vai desfrutar das bênçãos da oração. A oração nos desapega das coisas supérfluas desse mundo, nos leva cada vez para mais perto de Deus e nos faz desfrutar da alegria da salvação em Cristo Jesus. Que possamos “viver” em oração!  

__________________
Notas:

1. Bíblia de Estudo Palavra Chave – Hebraico e Grego. Notas de Rodapé, pág 679-680.
2. Ibid.
3. Derek Kidner. Provérbios. Introdução é Comentário – Vida Nova, pág 75.
4. Simon Kistemaker. Atos, volume 2, pág 133.
5. Hernandes Dias Lopes. Atos, pág 305.   
6. Simon Kistemaker. Atos, volume 2, pág 133.

***

Do blog Bereianos

Novas traduções da Bíblia impactam 15 milhões de pessoas

Estimativa integra o Relatório Mundial de Tradução de Escrituras, a partir de 18 novas traduções apresentadas em 2013

Os esforços empreendidos pelas Sociedades Bíblicas Unidas (SBU) de tornar a Bíblia acessível a um número cada vez maior de pessoas podem ser medidos pelos resultados do Relatório Mundial de Tradução de Escrituras de 2013, que acaba de ser concluído. A entidade, em parceria com outras organizações, contribuiu para a finalização da tradução do texto bíblico em 18 línguas, com potencial para impactar mais de 15 milhões de pessoas. Para dez línguas, foi a primeira tradução: sete passaram a contar com a Bíblia completa, outra com um Novo Testamento e as demais com partes do texto bíblico. As outras oito línguas receberam novas traduções ou revisões para ajudar a comunicar a Palavra de Deus de um modo que seja mais facilmente compreendida.
 
Esses dados, que confirmam as Escrituras Sagradas como o livro mais lido, traduzido e distribuído de todos os tempos, também justificam as celebrações que acontecerão no segundo domingo de dezembro – que este ano será no dia 14 –, quando se comemora o Dia da Bíblia. Igrejas de todo o Brasil são convidadas a promover manifestações que exaltem a Palavra de Deus, tendo como tema A Bíblia e a Família: Crianças e Idosos. Material de apoio e sugestões de como comemorar a data estão disponíveis no hot sitewww.diadabiblia.org.br.
 
O Relatório Mundial de Tradução de Escrituras, publicado pelas SBU, contempla o trabalho realizado pelas Sociedades Bíblicas de todos os países, bem como outras organizações dedicadas à tradução bíblica, em parceria com instituições missionárias e tradutores para produzir, a cada ano, Escrituras em idiomas de todos os continentes. Dessa forma, cumprem a missão de ampliar cada vez mais o acesso ao texto bíblico.
 
Entre as 18 línguas contempladas com novas traduções em 2013, estão a Toba, falada na Argentina por 25 mil pessoas, a Krio, com aproximadamente 495 mil falantes, em Serra Leoa, e a Mandinga, com 1.346.000, na Gâmbia. Todas elas receberam a Bíblia completa. Outros destaques ficam por conta da língua Mongol, falada por 6,5 milhões de chineses, que recebeu um Novo Testamento, e a Altai, falada na Rússia, por 75 mil pessoas, com o livro de Gênesis.
 
O relatório é feito a partir de informações coletadas pelo Museu da Bíblia da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB). Até 31 de dezembro de 2013, foram registradas publicações do texto bíblico em 2.551 línguas diferentes: 1.257 Novos Testamentos, 803 contendo partes da Bíblia e 491 Bíblias completas.
 
De acordo com o secretário de Comunicação e Ação Social da SBB e responsável pela elaboração do documento, Erní Seibert, o número de Bíblias completas está crescendo e a tecnologia digital está ajudando a acelerar tanto a velocidade da tradução como o acesso às Escrituras. “Há, agora, mais de 500 línguas com a Bíblia completa e perto de 1.300 com o Novo Testamento. Mas as Escrituras ainda não estão traduzidas para mais de 4 mil línguas, o que significa que há muito trabalho a ser feito”, ele destaca.
 
O Relatório de Traduções de Escrituras detalha o acervo da Biblioteca da Bíblia, mantida em São Paulo pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB). Traduções que foram completadas, mas não enviadas para a biblioteca não aparecem nas informações do documento. A biblioteca contém traduções enviadas por Sociedades Bíblicas e outra agências bíblicas.
 
“Estamos felizes que a Biblioteca da Bíblia tenha recebido em 2013 novas traduções das Escrituras para dez línguas. Oramos para que estas publicações da Palavra de Deus tenham um impacto duradouro na vida das pessoas. Nossa missão é preservar um acervo o mais completo possível deste livro de grande importância para a humanidade porque ele tem o poder de transformar a vida das pessoas que com ele tomam contato”, afirma Seibert.
 
Formatos eletrônicos

Grandes passos também foram dados nos últimos anos na disponibilização de Escrituras em formatos eletrônicos. Em 2011, as SBU lançaram o projeto da Biblioteca Digital da Bíblia (BDB) em parceria com outras agências bíblicas e com o apoio da aliança Cada Tribo Cada Nação. Em maio de 2014, a BDB já incluía 800 Bíblias, Novos Testamentos e partes do texto bíblico em 636 línguas.
 
Outra iniciativa de destaque é a Busca Bíblica, uma ferramenta criada pela Sociedade Bíblica Americana para aproveitar o crescimento global do acesso à Internet que oferece às pessoas o acesso às Escrituras on-line. A Busca Bíblica disponibiliza atualmente 582 versões, em 466 línguas.

Perseguição religiosa atinge até as crianças no Paquistão

Menino de sete anos sofre bullying de seus colegas por causa de sua fé cristã

Mikal* é um menino de sete anos de idade, matriculado em uma escola pública no Paquistão. Embora seja uma instituição pública, 80% do tempo dos alunos é gasto em estudos islâmicos e apenas 20% do dia é investido em outras disciplinas, como matemática, história e ciência. E até mesmo os livros didáticos utilizados promovem o islã. Alguns livros são explícitos em seus ataques aos cristãos e outras minorias religiosas, a ponto de afirmar que "não se pode confiar” neles.
Além de ser obrigado a passar a maior parte do dia na escola, estudando o Alcorão, Mikal constantemente enfrenta o bullying de seus colegas por causa de sua fé cristã. Ele foi condenado ao isolamento; nunca foi convidado a festas e não tem um único amigo.
Quase todos os dias na hora do recreio, os colegas que circulam em torno dele o chamam de "infiel" ou "kafir" (que significa impuro). Eles dizem a Mikal que todos os cristãos são porcos e macacos. Devido ao assédio moral constante, o menino começou a acreditar que havia algo errado com ele e sua religião e se tornou cada vez mais deprimido.
A perseguição extrapolou os limites do pátio da escola quando os pais de seus colegas de classe começaram a assediar a família de Mikal. Logo, o Talibã, que é muito importante em sua cidade, ouviu falar sobre esta família cristã. Eles começaram a ameaçar a família de Mikal e a deixar mensagens ameaçadoras dizendo: "Se vocês não se converterem ao islã, vamos sequestrar seus dois filhos." A família estava com medo de sair de casa. Eles só se aventuravam a pisar na rua quando era absolutamente necessário e, mesmo assim, o pai de Mikal os fazia deitar no banco do carro para que ninguém pudesse vê-los.
O Talibã continuou a perseguir a família de Mikal e intensificar as ameaças. Um dia, o pai de Mikal recebeu uma mensagem enquanto estava em seu escritório de que, no dia seguinte, o Talibã iria matar sua família e atacar outros cristãos.
A caminho de casa, o pai de Mikal orou, pedindo por sabedoria e proteção de Deus. O Senhor ouviu o seu clamor, e o Talibã não foi capaz de realizar o ataque no dia seguinte. No entanto, o pai de Mikal sabia que tinha de mudar com sua família daquela área, a segurança de todos estava em risco. Naquela noite, eles levaram alguns de seus pertences e fugiram.
Ore pelo pequeno Mikal e sua família. Embora ele tenha apenas sete anos, ele viu mais perseguição do que muitos já experimentaram na vida. Peça por sabedoria e proteção de Deus para esta família.
*Nome alterado por motivos de segurança. 

História das missões religiosas na África será debatida em Petrolina

É possível notar que o envio de missionários para a região resultou em grandes transformações sociais
A Universidade de Pernambuco (UPE) em Petrolina fará entre os dias 20 e 24 de outubro um seminário para discutir a história das missões religiosas na África.
O evento ganhou o nome de ‘Seminário Internacional de História da África: Fontes e Arquivos Sobre Missões Africanas’ e levará professores de vários estados brasileiros para debater o assunto, além da visita do professor Nuno de Pinho Falcão docente da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, em Portugal.
Um dos organizadores desse seminário é Harley Abrantes, professor de História da UPE, ele relata que a presença de missionários na África gerou impactos principalmente no quadro religioso.
“O século 20, por exemplo, presenciou uma transformação. No início desse século 10% do continente era cristão, hoje é mais da metade. Outro fenômeno interessante é que a África passou a levar missões religiosas para países europeus como a Ucrânia”, afirmou.
Essas e outras transformações serão debatidas durante o seminário que tem como base o seguinte trecho da história: “O continente africano, desde o século 15, foi visitado por missionários europeus com o intuito de disseminar a religião cristã. Essa introdução da cultura estrangeira na África causou profundas transformações sociais e territoriais no continente”.
Interessados em participar desse seminário, e também do minicurso ‘África na Época Moderna: Religião e Sociedade na Primeira Idade Global’ que acontece entre os dias 21 e 24 de outubro no período da tarde podem se inscrever no prédio dos cursos de licenciatura da UPE.

Estado Islâmico entrega prisioneiros religiosos como escravos

Grupo terrorista decretou que cristãos são seus maiores inimigos
Mulheres e crianças yazidis foram aprisionadas como escravas pelo grupo Estado Islâmico (EI). A ação foi divulgada pela revista “Dabiq”, uma publicação de propaganda dos jihadistas.
A edição publicada no domingo (12) fala que as mulheres e crianças foram capturadas como “prêmio” de guerra foram divididas entre os combatentes. “Após a captura, as mulheres e crianças yazidis foram divididas, segundo a sharia, entre os combatentes do Estado Islâmico que participaram nas operações de Sinjar”, afirma o texto.
O artigo intitulado de “A recuperação da escravidão antes da hora” afirma que o EI restabeleceu a escravidão em seu califado. Isso quer dizer que os yazidis capturados servirão de escravos para os jihadistas.
Os yazidis fazem parte de uma minoria étnica e religiosa que vive principalmente no Norte do Iraque. Os ataques do EI fizeram com dezenas de milhares de yazidis deixassem suas casas e fugissem. As mulheres e crianças que não conseguiram sair da região foram sequestradas.
Os yazidis possuem uma crença politeísta, o que faz com que eles sejam considerados como seguidores do mal para os muçulmanos extremistas. Enquanto os cristãos e judeus são forçados a se converterem ao islã, os yazidis são mortos ou, agora, feitos de escravos.

Paquistão: Asia Bibi é condenada à morte por ser cristã

O advogado argumentou que os testemunhos contra sua cliente são falsos, mas a defesa não teve êxito
A cristã paquistanesa Asia Bibi foi condenada à morte pelo tribunal de Lahore pelo crime de blasfêmia. A decisão foi confirmada nesta quinta-feira (16) e foi rapidamente compartilhada pelos jornais internacionais.
Bibi já havia sido condenada à morte em 2010, mas recorreu da sentença na justiça esperando que o processo fosse revertido. Seu advogado de defesa Naeem Shakir tentou libertar sua cliente, mas não conseguiu.
Segundo a agência Fides, do Vaticano, Shakir tentou usar a falta de provas suficientes, citando que muitos dos testemunhos apresentados eram “pouco credíveis” e que havia fortes indícios de depoimentos falsos.
“Ela está cada vez mais nas mãos dos extremistas”, disse o advogado que já entrou com recurso no Supremo Tribunal. Essa será a última chance de impedir que Asia Bibi seja morta.
Em novembro de 2010, quando saiu a primeira decisão, o governador Salman Taseer e o ministro cristão das Minorias, Shahbaz Bhatti, tentaram pedir a libertação da mulher, mas logo eles foram assassinados.
A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), ligada à Igreja Católica, já se pronunciou sobre casos como o de Asia Bibi afirmando que o Paquistão usa “o pior instrumento de repressão religiosa” que é a chamada lei da blasfêmia.
A referida lei está baseada no Artigo 295, B e C, do Código Penal paquistanês, determinando que ofensas contra o Alcorão são puníveis de prisão perpétua e que atos contra o profeta Maomé são puníveis de prisão perpétua ou morte.
Segundo a AIS, Asia Bibi não cometeu nenhum desses crimes, sendo vítima de uma perseguição religiosa ao ser acusada por duas irmãs muçulmanas por ter bebida um copo de água de um poço. Depois de desentender com essas mulheres que trabalhavam com ela, Asia Bibi foi denunciada e agora corre o risco de perder a vida

Suspeito de matar 39 pessoas passou a frequentar igreja antes de confissão

Ele confessou os crimes e citou as vítimas por números
A polícia de Goiânia prendeu Thiago Henrique Gomes da Rocha, 26 anos, suspeito de matar 39 pessoas entre homens e mulheres. Ao dar depoimento na delegacia, o acusado relatou que tem uma namorada desde agosto e que ela o fez passar a frequentar os cultos da Assembleia de Deus.
A namorada de Tiago teria a fisionomia de 15 mulheres mortas neste ano por um motociclista que aterrorizava a cidade: jovem, bonita e com os cabelos compridos.
Detido em uma cela da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), ele é retratado como um homem calado e de poucos amigos. Thiago seria tão reservado que sua mãe não sabia sobre a namorada, a primeira que ele teve, segundo o depoimento dado à polícia.
O delegado Douglas Pedrosa, que investiga o caso, afirmou que o acusado mora com o irmão mais novo, a mãe e o padrasto. Ele nunca teve contato com o pai – a identidade não traz o nome dele – e relatou nunca ter sofrido abusos na infância.
Além das mulheres Thiago, que trabalha como vigilante, matou também um homem que achava que era gay, por isso o questionamento da polícia sobre os abusos que ele poderia ter sofrido.
Diante dos policiais o homem confessou 16 assassinatos, um homem e 15 mulheres. Os crimes aconteceram entre fevereiro e agosto deste ano. O vigilante, acusado de furtar uma arma calibre 38 de seu penúltimo emprego, também confessou ter matado oito moradores de rua.
A prisão de Thiago só foi possível com a ação da Polícia que moveu 16 delegados em uma força-tarefa que durou dois meses. A tática do criminoso seria anunciar o assalto, atirar na vítima e fugir na moto sem levar nada.
Na casa do assassino, foram apreendidas placas de veículos, uma moto e um revólver calibre 38. O homem segue preso, mas a polícia continua investigando o caso para confirmar, através de provas, que ele é mesmo o autor dos crimes. Com informações Folha de SP.

15 outubro, 2014

Mais líderes evangélicos declaram voto em Aécio Neves

PT divulga meias-verdades em material com foco nos evangélicos
No primeiro turno, a maioria dos líderes evangélicos que abriam seu voto, faziam campanha por Marina Silva (PSB). Um dos principais motivos é a defesa de bandeiras do movimento LGBT além da criminalização da homofobia, compromissos de campanha da presidente Dilma Rousseff (PT).
Agora, vem aumentando o número dessas lideranças que decidiram apoiar o candidato Aécio Neves (PSDB). Já anunciaram oficialmente a opção pelo 45: Pastor Everaldo (Assembleia de Deus), Valdemiro Santiago (Igreja Mundial do Poder de Deus), Valnice Milhomens (INSEJEC), Renê Terra Nova (Ministério Internacional da Restauração), Robson Rodovalho (Sara Nossa Terra) e César Augusto (Igreja Fonte da Vida).
Rodovalho, que em 2010 defendeu a eleição da candidata petista, justifica sua mudança de postura. “Ele é uma pessoa mais aberta para diálogo do que a presidente Dilma se mostrou. Além de ser um cara casado, com filho, ter família, uma história de vida mais coerente, é religioso”, afirmou.
O apóstolo César Augusto é mais enfático: “A entrada de Dilma em prol dos homossexuais a afasta (dos evangélicos), com certeza. Isso é um ponto muito importante e queremos posicionamentos”.
O movimento anti-PT já vinha sendo defendido desde o primeiro turno de maneira especial por Silas Malafaia (Assembleia de Deus Vitória em Cristo), o senador Magno Malta e Marco Feliciano (Catedral do Avivamento). Ao falar sobre a tentativa de Dilma se aproximar do meio evangélico, Malafaia acredita que os pastores não se deixarão enganar. “Durante quatro anos, o PT votou em tudo que é contra as nossas crenças e valores. Chega na hora da eleição, vem com essa hipocrisia”, asseverou.
De acordo com a coluna Radar On-line, da revista Veja, a ideia da coordenação de campanha do ex-governador de Minas Gerais é que esses pastores influenciem apenas suas comunidades, sem apelar para propagandas eleitorais na mídia.
Enquanto isso as redes sociais de muitos desses líderes estão sendo usadas para divulgar a mensagem de que o candidato tucano é a solução para tirar o Brasil do vermelho, literalmente.

O outro lado

Por enquanto, Dilma conseguiu apenas o apoio oficial do bispo Manoel Ferreira (Convenção Nacional das Assembleias de Deus).
Por isso, o comitê petista já montou uma estratégia para buscar o eleitor evangélico, independentemente das lideranças. Mandou imprimir dois milhões de panfletos intitulados “Evangélicos com Dilma – Por que votamos em Dilma!” e passou a usar em seu material de campanha encartes intitulados “Mensagem de Dilma aos Evangélicos do Brasil”. No material, Dilma se diz “impressionada” com a firmeza dos evangélicos em “responder ao chamado de Jesus para cuidar dos ‘mais pequeninos'”.
Na sexta-feira (10), Gilberto Carvalho, ministro da Secretaria-Geral da Presidência, liderou um encontro com deputados e vereadores do PT que teriam “trânsito” entre os evangélicos.
Segundo o jornal O Estado de São Paulo, a ordem é “associar as políticas sociais dos 12 anos de governo do PT a uma mensagem ‘evangelizadora’”. Ao mesmo tempo, querem divulgar nos templos que a criminalização da homofobia “não vai ferir a liberdade religiosa”.
Os petistas defendem que Dilma não descumpriu o compromisso assumido em 2010 com os evangélicos, de “não promover nenhuma iniciativa que afronte a família”. Diferentemente do que foi denunciado por outro ex-aliado, o senador Magno Malta.
“Honramos tal compromisso em todo o nosso mandato e o reafirmamos agora”, diz o texto do panfleto. Insistem ainda que no governo Dilma foi aprovada uma PEC que isentou de tributos obras musicais de artistas gospel e que ela sempre deu apoio a comunidades terapêuticas. Mais uma vez ignorando que o apoio do governo inclui a proibição de que se pregue o evangelho aos internos.
Curiosamente, o mesmo Carvalho que hoje lidera seu partido nessa aproximação com os pastores, anunciou em 2012 que o PT precisava “combater as igrejas evangélicas”.

PT lamenta a eleição de deputados evangélicos e conservadores

O partido de Dilma Rousseff está preocupado com a eleição de quem não apoia o aborto, o casamento gay e descriminalização das drogas
O Partido dos Trabalhadores (PT) divulgou um texto lamentando a eleição de deputados evangélicos, militares e ruralistas dizendo que eles se identificam com causas “reacionárias”.
O texto também fala sobre as manifestações populares de junho e julho do ano passado. Para o partido da candidata à reeleição as manifestações populares que pediam mudanças na política foi minimizada diante das urnas.
“O crescimento do número de parlamentares identificados com causas reacionárias, aponta o estudo, é reflexo do clima geral de desqualificação da política”, diz a nota se referindo à pesquisa do Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar) que destacou o aumento de parlamentares conservadores.
O PT também lamentou a diminuição do número de deputados que defendem causas sociais como os direitos LGBT, feministas e outras, além da diminuição do número de sindicalistas eleitos.
O diretor do Diap, Antônio Augusto Queiroz, comentou que o aumento da bancada evangélica e dos deputados conservadores poderá dificultar o debate sobre a união homoafetiva, a legalização do aborto e a descriminalização da maconha, assuntos que contam com o apoio do PT.
O deputado federal Nilmário Miranda (PT-MG), que é vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados (CDHM) afirmou, de forma discriminatória, que a escolha dos eleitores brasileiros reflete o “apodrecimento” do sistema político nacional.
“O Brasil vai ter que pensar muito sobre isso, pois houve uma diminuição do embate de ideias, de programas. Milhões de pessoas se abstiveram de votar, isso está atrelado à despolitização”, disse ele que considerou a eleição como “retrocesso”.

PT comenta eleição de Feliciano e Bolsonaro

Os deputados Jair Bolsonaro (PP-RJ) e Marco Feliciano (PSC-SP) foram os parlamentares conservadores com mais votos em seus estados. Bolsonaro é militar, Feliciano é pastor evangélico e se tornaram os grandes inimigos dos progressistas, por serem contra propostas da causa gay, como o PL 122/2006.
O PT afirmou em seu site que o deputado do PR ” é defensor da ditadura, da tortura, da pena de morte, da redução da maioridade penal e contrário ao casamento homoafetivo” e fez o mesmo com Marco Feliciano afirmando aos seus leitores que o religioso é “é contra a união entre pessoas do mesmo sexo e chegou a ser denunciado por declarações racistas feitas pelo Twitter”.

Malafaia e Levy Fidelix são ironizados em parada gay no RJ

Eles ganharam chifres e línguas de cobra nos cartazes dos ativistas por criticarem o ativismo LGBT
Grupos ligados ao movimento LGBT saíram às ruas de Copacabana, no Rio de Janeiro, na tarde deste domingo (12) fazendo uma parada gay alternativa criticando o pastor Silas Malafaia e o candidato a presidência Levy Fidelix.
Por não concordarem com o ativismo gay Malafaia e Fidelix se tornaram inimigos do movimento e foram ironizados durante o evento que reuniu centenas de pessoas na Avenida Atlântica. Cartazes mostravam a fotografia dos dois com chifres enquanto os participantes gritavam “vaza reaça, Deus mandou fumaça”.
Em um dos cartazes, além de chifres Malafaia ganhou uma língua de cobra, uma clara crítica à forma como o evangélico se refere ao ativismo gay em suas redes sociais.
Fidelix só se tornou alvo do movimento depois de dizer frases como “dois iguais não fazem filhos” e “aparelho excretor não reproduz” durante um debate eleitoral quando a candidata do PSOL, Luciana Genro, o questionou sobre leis favoráveis ao casamento entre pessoas do mesmo sexo.
O evento não oficial foi marcado pelas redes sociais pelos chamados “Pink Blocs” que ficaram insatisfeitos com o adiamento da 19ª Parada Gay do Rio que aconteceria em 14 de setembro, mas foi adiada para 16 de novembro.
A troca da data teve como justificativa o atraso no recebimento das verbas de patrocinadores, mas para o grupo a defesa do que eles chamam de direitos não deve depender de dinheiro. Com informações G1.

“Anticristo do Sertão” invade culto e dispara contra fiéis na BA

O suspeito afirma que estava incomodado com o barulho do culto e resolveu atirar nos religiosos
Um homem armado, autointitulado Anticristo do Sertão, invadiu um culto evangélico em Dom Basílio, Bahia, e atirou contra os fiéis. Quatro pessoas ficaram feridas, inclusive o pastor que apesar do tiro conseguiu imobilizar o homem e chamar a polícia.
A ocorrência foi registrada na noite da última sexta-feira (10) no povoado de Caiçara do Pio. De acordo com um policial militar que não quis ser identificado, o homem invadiu a igreja por conta do barulho.
Embriagado, o acusado afirmou que se incomodou com o culto que acontecia em uma casa da vizinhança e resolveu matar os participantes da reunião. Escondido atrás de uma árvore que fica no quintal, o homem passou a disparar contra os religiosos.
“O susto foi enorme e imediatamente oramos pedindo o livramento para o Senhor, que rapidamente enviou os seus anjos e resolveu a situação. Graças a Deus uma tragédia não aconteceu aqui”, declarou um cristão que estava presente ao culto ao Brumado Urgente.
O pastor que estava dirigindo a reunião é delegado de Direitos Humanos e mesmo com a perna ferida pela bala, conseguiu alcançar o atirador que tentava fugir. Outros três homens foram feridos pelos tiros, todos eles com ferimentos entre as pernas e o abdômen. Segundo o G1, as vítimas foram socorridas e levadas para o hospital da região, nenhum deles corre risco de morte.
O preso foi encaminhado para a delegacia do município de Livramento de Nossa Senhora.

O diabo inventou a mentira, Dilma e o PT aperfeiçoaram, diz Malafaia

Pastor voltou a fazer vídeo com denúncias contra o partido de Dilma Rousseff
O pastor Silas Malafaia continua sua saga contra o Partido dos Trabalhadores. Ele divulgou no final desta quarta-feira (15) um vídeo onde denuncia o governo de Dilma Rousseff (PT) por privilegiar homossexuais.
Usando dados do DataSUS o líder religioso mostra que para fazer uma plástica mamaria reconstrutiva em uma mulher que teve câncer de mamas, o médico recebe R$ 140,02, valor para uma prótese. Já para colocar duas próteses em um homem transexual o médico ganha R$1.663,90.
Os documentos mostrados estão disponíveis para o acesso de qualquer cidadão brasileiro consultar sendo, portanto, uma prova documental que valida a denúncia feita por Malafaia.
Ainda no vídeo gravado, o pastor comentou sobre os gastos do governo do PT com ONGs que militam em favor de causas homossexuais. Foram mais de 30 milhões destinados a esses ativistas desde a época de Lula, valores estes contestados por Silas Malafaia.
“Chega de PT! Onde é que este país vai parar? Vamos dar um basta nisso”, disse.
Citando os mais recentes escândalos, o assembleiano foi além e fez um apelo contundente a todos os que o assistem: “O diabo inventou a mentira, Dilma e o PT aperfeiçoaram. Chega do PT pelo bem do Brasil”.
Assista: